Congresso Cura 2016
Olá povo abençoado! Paz de Cristo! Vim compartilhar minhas experiências no congresso CURA 2016 com vocês! E espero que sejam abençoados também, assim como fui.
Esse congresso acontece anualmente, organizado pela Comunidade Cristã de Ribeirão Preto, e é power! Todo ano que consigo, estou lá! E, aaah como a gente sai renovada!
A palavra que citarei é a da abertura do evento, da noite do dia 17/11. A preletora foi a Pastora local Mônica Figueira, que nos abençoou com uma palavra tremenda. E vamos a ela.
Êxodo capítulo 3 e 4 - Os capítulos falam do chamado de Moisés, e percebemos ao ler, como Moisés via a si mesmo perante as demais pessoas, como alguém em quem não creriam; sua visão a respeito de si mesmo estava distorcida. Ele foi alguém que deu trabalho para Deus, porque não entendia seu chamado, o real propósito de Deus para sua vida. E isso é reflexo de alguém que não tem intimidade com Deus, não o conhece... porque quando estamos próximos a Ele, nos é revelado quem somos, nossa verdadeira identidade.
Em Mateus 16-13 ao 18, Jesus perguntou a seus discípulos quem os homens diziam que Ele era, e em seguida, após algumas respostas, Ele pergunta quem os discípulos acham que Ele era, e Pedro responde: Tú és o Cristo, Filho do Deus vivo. Depois disso, Jesus disse a Pedro quem Pedro era; perceba que primeiro Pedro entendeu quem era Jesus, e depois o Senhor revelou a ele qual sua verdadeira identidade. Isso nos mostra que apenas quanto estamos próximos a Deus, entendemos seu verdadeiro propósito para nossas vidas. Quanto mais nos enxergarmos em Deus, mais Ele nos mostrará quem verdadeiramente somos.
Voltando a Moisés, ele não sabia quem era, se um hebreu frustrado e fracassado, ou se o maior herdeiro do Egito. Mas Deus tinha mais pra ele do que um deserto e um sol queimando sua cabeça, e assim é pra nós também.
Moisés tinha argumentos, por conta de um histórico de fracasso e desprezo, e via seu futuro por esse prisma. Ele não sabia que nossas experiências não dizem quem nós somos. Em Cristo, elas servem apenas pra nos impulsionar para o que Deus tem para nós! Moisés tinha experiências de fracasso, mas Deus tinha pra ele um futuro glorioso. Não importa o que você viveu lá atras, Deus quer fazer coisas novas através de nós, quando compreendermos nossa verdadeira identidade.
Em êxodo 4-10 ao 13, Moisés aponta seus limites para Deus, e isso era verdade. Mas ele não sabia que nossos limites não são dificuldade para Deus cumprir o seu chamado em nós, porque é o próprio Deus quem age, somos apenas instrumentos.O poder de Deus agindo através da vida daquele que permite, faz coisas extraordinárias! Por isso, Deus nos manda sonhar mais alto. O que Ele fará através de nós, excede os nossos limites e desculpas.
Chega uma hora em nossa vida, assim como foi na vida de Moisés, que, ou abrimos mão dos nossos argumentos e nos entregamos, ou continuamos no mesmo lugar.
Muitos se vêem apenas como quem recebe, e se esquecem de que a essência do cristianismo é dar. João 3-16: Deus deu seu filho unigênito! 1 João 3-16: " Nisso conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos." É ofensivo pra Deus nos vermos como coitadinhos. Nós cristãos, existimos pra servir, pra dar frutos.
"Engraçado" que as pessoas que mais se queixam de amor dentro das igrejas, de que ninguém as visita ou dá uma palavra, não são os líderes de células, diáconos, obreiros ou afins...geralmente são aqueles que não se dão nas igrejas e querem apenas receber.
1 Coríntios3-1: Carnais! Crianças em Cristo! É criança que vive dependendo do outros...devíeis ser mestres!
Há vários casos nas escrituras sagradas onde vemos que quem sabe sua verdadeira identidade e serve, encontra o favor de Deus, enquanto que os que murmuram, ficam parados no mesmo lugar.
Um belo exemplo é uma comparação entre Ana ( mãe de Samuel) e a sunamita (2 Reis 4-8 em diante). As duas tinham problemas pra ter filho, mas vamos observar o comportamento de cada uma:
Ana (ver 1 Samuel 1 -1 em diante) vivia amargurada por anos porque não tinha filhos, demonstrando assim que seus olhos estavam colocados no seu limite e isso a deprimia a ponto de não comer.
Repare que o seu milagre ( Samuel ) só chegou depois que ela orou ao Senhor, se levantou, lavou o rosto, entendeu a Palavra e adorou a Deus. Sua mudança de comportamento, moveu a mão de Deus a seu favor.
Sunamita ( 2 Reis 4-8 em diante) estava satisfeita com o que tinha, embora também não tivesse filhos. Naquela época, assim como na época de Ana, uma mulher que não tinha filhos não era bem vista pela sociedade, portanto, ela tinha motivos pra se deprimir. Mas ao contrário, estava satisfeita no meio do seu povo, não vivia amargurada, chorosa. Antes, serviu ao homem de Deus da melhor forma possível, e encontrou graça, recebendo da parte de Deus o dom da maternidade.
Deus quer usar mulheres limitadas como eu e você para realizar coisas extraordinárias!
Que palavra tremenda, não é mesmo! Quem nunca deu desculpas pra Deus?! Todos nós! E como vimos, as vezes nossos argumentos são reais, temos até "razão". Mas o Deus que chama, sabe muito bem o que esta fazendo, Ele nos capacita; Ele nos leva além das nossas limitações, quando permitimos. 
Espero que Deus tenha falado ao seu coração, tão forte quanto falou ao meu.
Segue abaixo algumas fotos do evento, que foi lindo no mundo físico e no espiritual também rsrs
Ministério de dança
Ministério de dança
Soraia Moraes
Comunidade Cristã Ribeirão Preto
Fiquem ligadinhas que logo vou postar todas as palavras ministradas no congresso. Beijos! Deus abençoe!
Acompanhe também nas Redes Sociais:



Deixe um comentário